Espaço Natura Joabe Reis

Espaço Natura Joabe Reis
Click na imagem e Compre Produtos Natura acessando o site http://rede.natura.net/espaco/joabereis produtos Natura, como perfumes, com até 60% de desconto em relação a revista.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Justiça aceita alegação da prefeitura de Uruará e casa de moradora do Bairro Boa Sorte é demolida

Por Joabe Reis
Colaboração de Cirineu Santos

Papocamos a informação!

Nesta quinta-feira, 28 de janeiro, a Prefeitura Municipal demoliu a residência da dona de casa, Andreia da Silva Feitosa, no Boa Sorte, zona norte da cidade de Uruará. A demolição da casa foi determinada pela justiça atendendo à solicitação da Prefeitura Municipal em ação demolitória ingressada pelo município através do poder executivo municipal alegando que a família efetuou construção particular em área de uso comum, requerendo tutela antecipada.
De acordo com a Decisão Interlocutória da justiça, a dona da casa construiu muro fechando rua pública em local onde constava na planta do loteamento o espaço para a Travessa Dão Pedro II. O Juiz de Direito Titular da Comarca de Uruará, Vinícius de Amorim Pedrassoli, deferiu tutela antecipada e determinou a demolição da obra que invadiu o logradouro público, no lote no 01 da quadra 55 localizado na Travessa Dão Pedro II, o juiz ainda estipulou multa no valor de R$500,00 por dia.
A decisão judicial foi publicada em 9 de junho de 2015, a família recorreu da decisão, mas teve o pedido de suspensão de liminar rejeitado pela justiça e a determinação de demolição foi cumprida nesta quinta-feira, 28 de janeiro de 2016.
A irmã de Andreia acompanhou a demolição e disse que a família está indignada. “Segundo a prefeitura Municipal de Uruará, a construção da casa da minha irmã Andreia da Silva Feitosa, está num local de rua, ou seja, disseram que eles invadiram esta área que é de propriedade da Prefeitura. A ordem que recebemos da justiça (Poder Judiciário) era para que fosse demolida. Hoje, eles chegaram e começaram a demolir. Estamos há muito tempo neste local. Vamos perder tudo. O terreno murado, com casa de alvenaria, forrada, quarto, sala, cozinha, banheiro, varanda, poço. Minha irmã não sabe o que vai fazer, pois recentemente o esposo sofreu um AVC e está de cadeira de rodas. Estamos muito indignados com esta ação da Prefeitura de Uruará”, informou a irmã Lucilete Silva Feitosa, que acompanhou a ação da Prefeitura.

Agora é aguardar para ver se a prefeitura irá realmente usar o espaço para fazer a referida Travessa Dão Pedro II que até o momento só existe no papel.

Um comentário:

  1. Tanta coisa pra fazer e a prefeitura prejudicando morador. Isso é uma vergonha seu Banha.
    Por que vc não coloca essas máquinas pra arrumar as ruas.. ou vc vai abrigar essa família na sua casa?
    Banha vc é uma vergonha para o nosso município e para a população de Uruará.

    ResponderExcluir