quarta-feira, 23 de março de 2016

Município de Uruará volta a ficar sem Promotor de Justiça

Por Joabe Reis
Colaboração de Cirineu Santos



População do município de Uruará voltou a ficar sem um Promotor de Justiça nesta quarta-feira, 23 de março, após o Promotor 
nomeado Titular para o município, Ariel José Guimarães Nascimento, decidir por pedir sua exoneração. O município já havia ficado sem promotor de justiça entre novembro de 2013 e julho de 2015, agora a população volta a ficar desamparada sem esse importante representante da lei.
O Juiz de Direito Titular da Comarca de Uruará, Vinícius de Amorim Pedrassoli, informou sobre a saída do Promotor que atuava no Município, segundo o magistrado o Promotor de Justiça, Ariel Nascimento, foi nomeado para assumir uma Promotoria de Justiça (PJ) no Estado da Bahia e o mesmo pediu sua exoneração do cargo nesta terça-feira, 22. “Ele foi exonerado do cargo no Estado do Pará e foi atuar como promotor no estado da Bahia, diante disso o município de Uruará mais uma vez fica sem promotor titular. Vamos aguardar agora o posicionamento do Ministério Público Estadual, pois até então, não recebemos nenhuma informação se virá outro titular ou substituto”, informou o juiz.
O Juiz apontou ainda, outra dificuldade encontrada na Comarca de 
Uruará, segundo Pedrassoli, o município está há quatro anos sem um defensor público. “Desde o ano de 2012 não temos nem a visita de um defensor público e isto dificulta o acesso da população ao Poder Judiciário. Muitas vezes temos que contar com apoio e colaboração de advogados, os quais têm contribuído com o exercício da Justiça, inclusive fazendo até júris, muitas vezes sem receber honorários”, explicou.
O Promotor de Justiça, Ariel José Guimarães Nascimento, esteve a 
frente da Promotoria de Justiça em Uruará, de 13 de julho de 2015 até 22 de março de 2016, menos de um ano. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário