sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Morte por facão em via pública de Uruará (PA) na noite desta sexta-feira vitima trabalhador rural

Por Joabe Reis 
Trabalhador rural é morto a golpes de facão na região centro-sul da cidade de Uruará (PA)
No penúltimo dia do ano a violência desenfreada deixou suas marcas mais uma vez na cidade de Uruará (PA). Um trabalhador rural de nome, Valdemir Pereira, de  26 anos, conhecido como Neguinho, foi morto a golpes de facão no início da noite desta sexta-feira, 30 de dezembro. 
O homicídio ocorreu por volta das 19 horas num ponto escuro da Avenida Pedro Álvares Cabral, região centro-sul da cidade, no local não há iluminação pública. A arma do crime ficou cravada no peito da vítima.
Segundo informações apuradas no local pela nossa reportagem, a vítima morava no Travessão do km 180 Sul, zona rural de Uruará, onde trabalhava, e teria vindo para a cidade para vender cacau. 
Valdemir Pereira, foto do documento reservista
que o mesmo portava no momento do crime
Ainda de acordo com informações colhidas pela nossa reportagem, o autor do crime, de identidade ainda desconhecida, estava caminhando junto com a vítima quando tudo aconteceu.
A polícia militar e a polícia civil estiveram no local colhendo as primeiras informações para as investigações do caso.
Ainda não se sabe com exatidão as motivações do crime, sendo que pode ter corrido um roubo ou um acerto de contas.
Após cometer o homicídio o autor fugiu do local tomando rumo ignorado. O corpo de Valdemir foi removido por agentes funerários e levado para o necrotério do hospital municipal.
De acordo com informações já levantadas pela Polícia Civil e repassadas a nossa reportagem neste sábado, 31, uma versão para o homicídio é de que a vítima e o autor teriam comprado um espetinho juntos e teria começado uma desavença entre os dois por causa do espetinho, resultando na morte de Valdemir. A morte teria sido motivada por um espetinho e não teria sido consequência de um roubo.
O delegado Walison Damasceno que preside o inquérito policial para investigar o caso, informou que na segunda-feira, dia 2, serão ouvidas testemunhas, e até o momento ainda não foi identificadaa autoria do crime. 

Nossas condolências à família da vítima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário