Espaço Natura Joabe Reis

Espaço Natura Joabe Reis
Click na imagem e Compre Produtos Natura acessando o site http://rede.natura.net/espaco/joabereis produtos Natura, como perfumes, com até 60% de desconto em relação a revista.

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Uruará: Corpo do professor Silas é velado em Igreja Adventista

Por Joabe Reis
Colaboração: Cirineu Santos
Professor da rede pública de ensino em Uruará morre aos 39 anos vítima de infarto 
Vítima de infarto morreu nesta terça-feira, 16 de maio, na cidade de Uruará, sudoeste do Pará, o professor, Silas Oliveira Almeida, de 39 anos. Professor nas disciplina de Literatura e Português, Silas dava aulas para o ensino médio na Escola Melvin Jones, e supervisionava as escolas da zona rural. 
Alunos, amigos e familiares publicaram mensagens na rede social na internet lamentando a morte do docente. O educador faleceu por volta das 18 horas e 30 minutos desta terça-feira, após chegar em casa e e brincar com o filho.
"Ele passou na escola, pegou o filho e quando chegou em casa entregou para o Enzo um carrinho que ele tinha concertado durante a tarde. Conversou com o filho enquanto o Enzo brincava. Depois ele entrou em casa e um minutinho ou dois depois eu entrei também e encontrei ele deitado no sofá com os olhos revirados e a boca aberta. Sacudi ele e ele não me respondeu. Sai correndo e chamei os vizinhos. Levamos ele para o hospital, houve tentativas para reanimá-lo, mas sem sucesso. Segundo a médica que o atendeu a causa da morte foi infarto fulminante", contou a esposa Kerline Lima de Almeida.
O velório acontece na Igreja Adventista do Bairro Aeroporto, zona leste da cidade, e o sepultamento ainda não tem horário definido, mas deve ocorrer no cemitério municipal de Uruará após a chegada de familiares que vem de Belém, o que deve ocorrer ainda nesta quarta-feira, 17.
Silas Oliveira Almeida (14/05/1978 a 16/05/2017) era natural do estado do Espírito Santo, deixa esposa grávida de 3 meses e um filho de 5 anos.

Sobre o Infarto
Também chamado de infarto agudo do miocárdio ou ataque cardíaco, o infarto pode ser fatal. Com tratamento adequado, é possível evitar danos significativos no músculo cardíaco e isso é primordial para que o paciente possa viver muitos anos sentindo-se bem. Por isso, é crucial chamar a emergência ou correr para o hospital nos primeiros sinais do problema.
As doenças cardiovasculares são líderes em morte no mundo, sendo responsáveis por quase 30% das mortes no Brasil. Dentre estas, o infarto é uma das principais causas.
O infarto ocorre quando uma ou mais artérias que levam oxigênio ao coração (chamadas artérias coronárias) são obstruídas abruptamente por um coágulo de sangue formado em cima de uma placa de gordura (ateroma) existente na parede interna da artéria.
A presença de placas de gordura no sangue é chamada de aterosclerose (placa de colesterol). O paciente que possui placas de aterosclerose com algum grau de obstrução na luz de uma artéria tem a chamada DAC – doença arterial coronariana. Conforme a placa de gordura (ateroma) cresce, ela leva à obstrução cada vez maior da coronária e pode levar ao sintoma de dor no peito aos esforços (angina). Em geral, uma pessoa tem sintoma de dor no peito aos esforços quando a obstrução é maior que 70%.
O fechamento do vaso ocorre devido a uma ruptura na parede da placa de gordura, levando à formação de um coágulo que obstrui abruptamente a artéria e ocasiona o infarto agudo do miocárdio.
Outra causa incomum de infarto são espasmos de uma artéria coronária, que podem ser capazes de interromper o fluxo de sangue a uma parte do músculo cardíaco. 
Um ataque cardíaco também pode ocorrer devido a uma ruptura na artéria do coração, ou coágulos que viajaram de outras partes do corpo pelo sangue. Infarto também pode ocorrer se o fluxo sanguíneo para o coração é severamente diminuído, em situações como a pressão arterial muito baixa (choque).
Fatores de risco
Fatores de risco de infarto incluem:
1.       Idade: homens acima dos 45 anos e mulheres com 55 anos ou mais tem maior propensão ao infarto
2.       Tabagismo
3.       Hipertensão
4.       Colesterol elevado
5.       Diabetes
6.       Histórico familiar de infarto
7.       Sedentarismo
8.       Obesidade
9.       Estresse
10.   Alcoolismo
11.   Uso de drogas ilegais estimulantes, como cocaína.
Sintomas de Infarto
A dor do infarto pode ser típica ou atípica. A dor típica tem como características ser no meio do peito, em aperto, espalhando para o braço esquerdo, acompanhada de sudorese, náusea e palidez cutânea. Casos de dor atípica podem ser mais difíceis de caracterizar. Em geral se diz que a dor do infarto pode se alojar em qualquer local entre o lábio inferior e a cicatriz umbilical. As características do infarto em mulheres são muito menos típicas, com queixas de queimação ou agulhadas no peito ou ainda falta de ar sem dor. Qualquer dor nessas regiões que se mantêm por mais de 20 minutos deve ser investigada e considerada doença grave, especialmente se associada aos seguintes sintomas:
1.       Vômitos
2.       Suor frio
3.       Fraqueza Intensa
4.       Palpitações
5.       Falta de ar
6.       Sensação de ansiedade
7.       Fadiga
8.       Sonolência
9.       Desmaio, tontura ou vertigem.
Nem todas as pessoas que tem um infarto sofrem os mesmo sintomas ou os mesmos danos ao coração. Muitos infartos não são graves nem dramáticos, podendo não apresentar sintomas ou sinais pouco específicos, como dor no queixo.
O infarto pode ocorrer a qualquer momento – no trabalho, praticando exercícios ou mesmo descansando. Algumas vezes ele é súbito, em outras leva horas para a pessoa perceber que está com algum problema. Em alguns casos, pode levar dias até que o paciente note uma dor mais forte ou alteração. Mas o que geralmente acontece é que algum sintoma mais leve é ignorado até a piora do quadro, quando paciente procura ajuda médica.
É muito comum confundir o infarto com uma parada cardíaca – ou seja, dizer que o infarto só acontece quando o coração subitamente para de bater. Parada cardíaca súbita ocorre quando um distúrbio elétrico no coração interrompe sua ação de bombeamento e faz o sangue parar de fluir para o resto do seu corpo. Um infarto pode levar a uma parada cardíaca, mas não são sinônimos.

Informações sobre o infarto contidas no site minhavida.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário