Espaço Natura Joabe Reis

Espaço Natura Joabe Reis
Click na imagem e Compre Produtos Natura acessando o site http://rede.natura.net/espaco/joabereis produtos Natura, como perfumes, com até 60% de desconto em relação a revista.

sábado, 30 de setembro de 2017

Mulher é presa por furtar celulares na Feira Agropecuária de Uruará

Por Joabe Reis
Informações: Polícia Civil de Uruará
Mulher de Porto Velho é presa suspeita de furtar celulares durante festa de exposição agropecuária em Uruará
A Polícia Militar que faz o trabalho de manter a ordem durante a festa da 28ª Feira Agropecuária do município de Uruará, sudoeste do Pará, conseguiu deter e tirar de circulação um indivíduo que estava fazendo várias vítimas na festa ao furtar celulares, na noite desta sexta-feira, 29. A nacional, Jessica Dayane Santos da Silva, 25 anos foi apresentada a autoridade policial (Delegado Walison Damasceno) na Delegacia de Polícia Civil do município para os procedimentos. Segundo informou a polícia, a mesma diz ter chegado a cidade há 2 dias vinda da cidade de Porto Velho, Rondônia. Ainda segundo informou a polícia, pelo menos 5 vítimas compareceram na delegacia na manhã deste sábado informando do furto de telefones celulares e reconheceram a suspeita como autora de furtos de celulares ocorridos no Parque de Exposições Ângelo Debiase. Um telefone celular furtado foi encontrado em posse de Jessica que será autuada pelo crime de furto. A mesma nega ter cometido os crimes.
Para quem quer faturar uma grana é clicar no link e criar o seu perfil, simples e muito fácil!
https://freebitco.in/?r=7291235
Para furtar os celulares a suspeita esbarrava ou se encostava nas vítimas. Uma terceira pessoa estaria atuando no crime, como informou o delegado. “Aproveitando a grande aglomeração de pessoas ela passava e empurrava ou encostava na pessoa e conseguia tirar o celular do bolso da vítima. Uma das vítimas logo em seguida ao fato percebeu o furto e conseguiu localizar a Jessica e encontrou o celular com a mesma, a vítima então acionou a polícia militar que fez a detenção e a apresentou aqui na delegacia. As informações que ela nos disse a seu respeito não batem e inclusive o próprio nome que ela nos forneceu não confere nos nossos sistemas. A história dela é bem fantasiosa. Acreditamos que há uma terceira pessoa, pois provavelmente ela subtraia o celular e já passava rapidamente para esta outra pessoa para o caso de ser detida, não estaria nada com ela. Um homem teria sido visto na companhia dela. Orientamos para que as pessoas fiquem atentas e tomem medidas preventivas quando estiverem em locais com grande concentração de pessoas, como por exemplo, colocarem o telefone e dinheiro no bolso da frente”, asseverou o delegado Walison Damasceno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário